03 / 09

notícias

Pavimentos da CORTICEIRA AMORIM revestem Sagrada Família, de Barcelona

Os pavimentos de cortiça da Wicanders®, marca premium da Amorim Revestimentos, foram seleccionados para a Sagrada Família, uma escolha da equipa de arquitectos responsável pela conclusão desta obra-prima de Gaudí. Idealizada pelo arquitecto catalão, a Sagrada Família é um ex-líbris de Barcelona e um dos monumentos mais visitados de todo o mundo, uma catedral católica que se impõe pela sua grandiosidade.

Jordi Bonet i Armengol, arquitecto que lidera actualmente esta imponente obra, justifica a escolha de pavimentos de cortiça pelo total alinhamento com a filosofia de Gaudí - que defendia e utilizava fundamentalmente materiais naturais - e acrescenta “sempre considerei a cortiça um excelente material, tanto que a utilizei em diversas obras idealizadas por mim. Sempre que usei cortiça tive bons resultados e do ponto de vista económico é também uma opção muito interessante. Acredito na solução e na resistência da cortiça.”

O revestimento eleito foi o Wicanders® Corkcomfort, que se diferencia pela incorporação de cortiça também ao nível do visual. Além das características de conforto, amplamente reconhecidas, a capacidade de absorção acústica, proporcionada pela utilização de cortiça nos revestimentos Wicanders®, revelou-se determinante para a selecção da linha Corkcomfort, um requisito chave para uma obra com este perfil.

Segundo Jordi Bonet i Armengol, a cortiça “não apodrece, é asséptica, confortável ao caminhar, apresenta níveis de conforto térmico muito superiores ao mármore, o que evita a necessidade de instalar aquecimento artificial. Além disso, como num projecto com esta dimensão a acústica é importantíssima, não hesitei em optar por cortiça. ”

No total, foram aplicados cerca de 2000 m2 de Corkcomfort na cripta da Sagrada Família, espaço do templo que foi declarado Património Cultural da Humanidade pela Unesco. Iniciada em 1882, a Sagrada Família está num processo contínuo de construção, prevendo-se a sua conclusão em 2026, ano do centenário da morte de Gaudí. A nave central da Basílica da Sagrada Família, concluída e aberta ao público no final de 2010, foi recentemente consagrada pelo Papa Bento XVI.